Brumado menestrel [Audiopoema]

… Minha cara expressiva com raiz silvícola
enfim compreendia
a vaziez da minha existência
embuçada até eu ler
os restantes versos do brumado menestrel: … Continuar lendo Brumado menestrel [Audiopoema]

Anúncios

Fazer Melhor

… Posso fazer melhor que isto.
Negar comida ao menino desnutrido, à espera no lado esquecido do planeta.
Mergulhar no rio morto até cair nos mares do Espírito Santo e da Bahia.
Continuar a sonhar com a vida solitária numa ilha paradisíaca.
Sentir-me merecedor de privilégios apenas por ser homem branco e pequeno burguês.
Negar que o presente está desnorteantemente injusto… Continuar lendo Fazer Melhor

Descanse em paz, menino Vítor!

… O nosso problema não se encerra no cinismo de nos revoltarmos com alguns crimes e nem ligarmos a outros. O nosso problema amplifica-se com esta seletividade, na medida em que ela nos torna cúmplices da barbárie, ao nos ao nos comportarmos como se houvesse categorias de cidadãos brasileiros mais extermináveis do que outros… Continuar lendo Descanse em paz, menino Vítor!

Autoridade

Um menino com cerca de cinco anos deixou alguns amiguinhos a rodarem no brinquedo da Alameda obedecendo à mãe, que lhe chamava para comer bolachas. Enquanto as comia, encostado ao banco da praça, uma delas caiu ao chão. A mãe apontou-a e lhe disse para jogá-la fora. A criança foi até um canteiro, onde pousava um arbusto sobre a grama e, antes de lá dispensar a bolacha … Continuar lendo Autoridade