Fazer Melhor

Sonhos e lamúrias:
posso fazer melhor que isto.

Posso retirar do passado atribulado da raça a culpa pela nossa desgraça.
Fingir que não vejo um homem atravessar a rua para degolar um bebê.

Posso passar as mãos sobre um automóvel parado na esquina e render-lhe graças, como a um Deus.
Endireitar meu cabelo, tirar um auto retrato e obrigar transeuntes a beijá-lo.
Quebrar a vidraça de uma casa e lá colocar uma galinha morta,
ou uma cabra.

Posso fazer melhor que isto.
Negar comida ao menino desnutrido, à espera no lado esquecido do planeta.
Mergulhar no rio morto até cair nos mares do Espírito Santo e da Bahia.
Continuar a sonhar com a vida solitária numa ilha paradisíaca.
Sentir-me merecedor de privilégios apenas por ser homem branco e pequeno burguês.
Negar que o presente está  desnorteantemente injusto.

Posso fazer melhor que isto.
Ainda que tardia, a tal liberdade:
atar-me às costas dos acontecimentos,
ajeitar meu cabelo, tirar outro auto retrato e guardá-lo para a minha lápide.

Voar, enquanto isto, pela internet enlodaçada,
ofender os já ofendidos,
endeusar uma trupe de cavaleiros apocalípticos
e dançar com eles pela madrugada.

Convercer-me de que vivo numa página de revista de modismos.
Rir da menina que pede socorro.
Destruir o sossego da vizinhança com minhas queixas sem razão.
Espalhar boataria infame em mais poemas enfadonhos, como este.
Posso fazer melhor que isto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s