Duvida

Tem fé no que aprendeste,
porém duvida vez ou outra.
Diz-me mais a tua memória sobrepujada
do que as opacas lições da escola tantã.

Gasta comigo algumas horas.
Já te perguntaste de onde vieste?
Quantas vezes tu quiseste ser outra pessoa?

Esta pretensão obtusa
sufoca a tua alma tupi-guarani.
Esquece-a para te reconstituíres feliz,
integralmente,
como manda o figurino.

Custas a te aceitares.
A tua verve brasileira
padece com saudades
da tua primeira encarnação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s