Odiosos nas Calçadas

Xingar os homens que não me querem
Dizer-lhes boas verdades
Arrancá-los de suas mulheres
Destitui-los de meus beijos

Abduzidos por minhas vontades
e desprovidos de meu amor
Alheios aos meus encantos
enfeados de rancor, vãos de destinos

Arrastar suas línguas no asfalto
Cuspir nas suas bundas redondas
Sugar a graça cheirosa
de suas axilas felpudas

Deitá-los sobre o meu desejo
e dar-lhes bons tapas nas fuças

Dizer-lhes minhas vontades
Arrancá-los de meus encantos
Desprovi-los de suas mulheres
Xingar os homens que não me beijam.

Poema, Declamação e Música: Murilo Guimarães.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s