Dia Fechado

Um interlocutor que havia me garantido uma entrevista já não se mostra tão disponível.

No almoço, o bacalhau com natas tinha tudo, menos bacalhau, e no restaurante havia ninguém, além de mim, do dono calado e de uma funcionária – por sinal também marcada por uma fissura labial, como a minha.

Num café, a meio da tarde, uma conversa sobre colesterol infrutífera, além do olhar desconfiado do dono do estabelecimenti.

Na livraria da rua principal, repreensão severa da funcionária, que considerou minha pergunta sobre seu voto de caráter pessoal e me constrangeu, a ponto de me fazer rir feito um bobo.

Encerro os trabalhos de rua por hoje.

Há dias que são mesmo assim, inócuos. Resta-me aceita-los e perceber bem os sinais do tempo para que, n’outra hora, eu volte a avançar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s