Ensaio Apresentado no XII Conlab

O Problema do Clientelismo em Contextos Locais Brasileiros:
Reflexões sobre Negociações de Interesses entre Elites Políticas e Eleitores

Este ensaio busca analisar os processos eleitorais locais brasileiros, a partir de uma etnografia realizada por mim, numa pequena localidade do interior da Bahia, entre os anos de 2008 e 2012. Neste estudo, analiso o modo como os candidatos construíram suas imagens públicas e como elas foram negociadas com as elites locais e também com os eleitores, os quais apresentaram suas próprias demandas e as articularam às plataformas apresentadas pelas facções em disputa. A partir desta descrição, reflicto sobre o peso que os programas sociais assumiram nestes contextos, a ponto de se integrarem aos capitais sociais tradicionalmente envolvidos no sistema clientelar que sempre preponderou nas realidades locais brasileiras em períodos eleitorais. A despeito da flagrante proeminência dos capitais económicos dos candidatos, eu assumo neste ensaio a tese de que a cultura política brasileira vem passando por uma transição, na qual os sistemas políticos, com as instituições que conformam a democracia, parecem esvair-se ante populações cada vez mais imbuídas das defesas dos direitos sociais advindos de gestões eficientes de políticas públicas conduzidas por governos de orientação popular.

 

Texto completo na minha página do academia.edu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s