Proteção

Um latão de lixo vazio foi colocado ao lado de uma mulher que dormia sob uma marquise, envolvida por uma manta colorida e com motivos infantis contrastantes com o chão escuro, sob a madrugada de Lisboa, coberta por névoa espessa, que escondia o latão de escassa ajuda àquela desabrigada, na impiedosa avenida onde o frio me invadia inverno adentro.

Anúncios